quinta-feira, julho 09, 2009

O ESPELHO

Talvez a maior intenção da água, seja seus reflexos, que produzem maravilha como o caleidoscópio da neve, o inverso de nosso retrato, e a trilha colorida do arco-íris em dias chuvosos e ensolarados.
Sua lucidez transparente reproduz o prisma diamantado, modificando direção dos raios luminosos.
Atira-se uma pedra em águas paradas formam-se os "rumblings" imitando o epicentro de um terremoto longínquo.
Certo está que o único, amor verdadeiro seu, aparece quando nos olhamos no espelho.
Olhamos, nosso íntimo e quando não gostamos do que vemos, o sentimento de desilusão e depressão aflora.
Tomei um longo caminho para expressar minha revolta política.
Como ser antimisógino se as meninas democracia e liberdade são curradas e violentadas por essa mulher egocêntrica chamada política.
Chamo de meninas, porque no Brasil, elas estão em puberdade, seviciadas pela desonestidade e corrupção.
AH!
Voltando aos espelhos!
Nó não temos ídolos ou heróis decentes, não há nada onde refletir uma imagem sensata.
Faltam espelhos no executivo, no legislativo e no judiciário.
Faltam espelhos em nossos lares.
Faltam espelhos para nossos filhos
Se jogo fora o meu não posso mais tomar banho, não seria ético, mas altamente ecológico.
bom dia

Nenhum comentário: